quinta-feira, 27 de novembro de 2014

A BAM!



Este Blog mostra algum do meu trabalho mas onde podem ver o meu trabalho mais recente é na BAM! A nova marca By Ana Menezes.

Deixo o teaser na mais recente colecção: KAMPAI


domingo, 12 de maio de 2013

O vestido.



Este é um vestido como eu gosto. É simples, não tem nada de estravagante nem marcante mas a côr é linda e tem uma granda pinta!
É daquelas peças em que o tecido é que manda. 
Uso a intuição e obedeço.










... Ainda em construção...
(ou modelagem)

segunda-feira, 6 de maio de 2013

True Blue


Uma noiva. Seis madrinhas.
A noiva é adepta de laços e folhos e cor de rosa. As madrinhas não foram na conversa.
Vão todas de azul e o briefing é do mais variado possível. Vai haver uma madrinha sexy, uma madrinha relax, uma madrinha clássica, uma madrinha estilo Audry, uma madrinha sexy-mama e uma madrinha ...indecisa!


Estes são os tecidos escolhidos.




Esta foi a primeira prova.

quinta-feira, 7 de março de 2013

Casa de ferreiro, espeto de pau


Em casa de ferreiro, espeto de pau.

Sou como os decoradores. Fazem casas lindas para os clientes e depois têm cortinas com bainhas por fazer e almofadas que sobraram dos projectos...

Faço questão que as minhas noivas vão a rigor e que as clientes não descurem um único pormenor. E depois vou para as provas de calças de ganga e t-shirt branca.
Sempre me desculpei com o Armani ou com o Felipe Oliveira Batista.
Também eles têm esta farda. Apresentam colecções fora de série e no fim espreitam do backstage de t-shirt preta ou pullover cinzento.

As tendências, as peças-chave fazem parte do meu dicionário mas nunca da minha escrita diária. 




quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

The white shirt issue


Podia escrever uma série de coisas sobre esta peça. 
A Peça.
Mas "ela" não precisa de reforço, dispensa apresentações e 
10 imagens valem mais que 10.000 palavras.




mais clássica



mais gráfica



mais geométrica


mais alinhada



mais urbana



mais hippie


mais desarrumada


mais Audry



mais Grace


mais Julia

menos mangas



mais acessórios



 mais eu.


(. para usar e abusar .)





domingo, 17 de fevereiro de 2013

Francisca


Agora que ia mostrar a Noiva de Janeiro, apercebi-me que nem o projecto mostrei.
Então vou voltar ao início:

Briefing:
Vestido simples; nada de roda nem saiotes; romantico;
 muito cássico mas com algum pormenor diferente.
.mangas.

Andei às voltas com o projecto porque o casamento era em Janeiro e 
Francisca queria um vestido com mangas. 
As mangas dão geralmente um ar mais pesado aos vestidos e no briefing ficou claro que o vestido teria de ser leve e romântico. 
Acho que desenhei todas as mangas possíveis e nunca fiquei totalmente convencida.
Depois lembrei-me de uma capa incorporada no vestido. Leve e solta mas 
que permitisse  um bom decote nas costas.
... Eu sempre com os decotes nas costas...



Este foi o esboço enviado à Francisca.



E Este foi o resultado final!
A Madrinha sugeriu (e bem) que a capa fosse presa na cintura para marcar a cintura estreita da Francisca.


Este é o movimento do vestido. Um aspecto que não devemos descurar, importantíssimo nos vestidos de noiva, na minha opinião.



... O pormenor da caída da capa, nas costas ...


















A faixa de renda foi feita com duas rendas cozidas. 
A trança e os botões forrados são pormenores 
(daqueles que tornam estes projectos especiais)

... * ...

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

O outro lado do Atelier



Já aqui mostrei a noiva Degradeé. 
A Ana Amorim fotografou o casamento da Andreia e acompanhou as provas do vestido.
Este post foi retirado do blog dela. Obrigada Ana!
Gosto de ver o outro lado do Atelier.
 


vestido de noiva | bride dress

Nas primeiras conversas que tive com a Andreia ela confessou que estava com alguns problemas em encontrar o vestido que queria, as razões eram várias: não queria um vestido branco, queria algo simples e descontraído e a juntar a isto a forma antipática com que foi atendida em algumas lojas de vestidos de noiva (mais comum do que se pensa, pois muitas noivas me falam disso e eu mesma já testemunhei essa realidade quando a minha cunhada casou). Foi então que me lembrei de uma outra Ana, a Menezes que tinha conhecido numa feira de artesanato e me disse que o principal trabalho como designer moda era desenhar/fazer vestidos de noiva à medida. Pu-las em contacto e a empatia também foi imediata... A  Andreia perguntou-me se podia fotografar o processo e eu achei que era um projeto bem interessante de fazer. Fotografei as 4 provas do vestido. Projeto começado a 16 de Maio e concluído a 26 de Junho de 2012.














 

domingo, 9 de dezembro de 2012

O Pai Natal do Sol.

Saiu este fim de semana o meu Pai Natal, no jornal Sol!
Um projeto da Dmuse, ilustrado por mim
(como as bonecas de vestir, remember?)

Podiam e podem ainda, comprar um de três suplementos do Jornal Sol.
Um deles é este Pai Natal, impresso em cartão, para recortar e vestir.
É mais uma vez dedicado aos mais novos.


Houve só um pequeno contra-tempo. Não podia, como me pediram, desenhar o Pai Natal 
em roupa interior. Estamos a Falar Do Pai Natal. 
Não tem que ser visto em trajes menores... Isso não!

Então desenhei o senhor muito mais composto, de camisa branca 
(sempre um clássico),
já de calças e botas a rigor!
Por vestir fica o casaco e gorro.






E o urso.... não ficou um amor?

quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Flores de Chuva!

De vez em quando ponho o meu nome no Google para ver o que dá.
Reencontrei este artigo na Up Magazine.
 
As minhas queridas Flores de Chuva
...O projecto que deu origem a tudo isto...


FLORES-DE-CHUVA

Foi num dia cinzento de Inverno que Ana Menezes decidiu plantar flores no guarda-chuva: rosas, malmequeres, dálias. Assim surgiu, há quatro anos, a peça mais badalada desta designer industrial, então recém-licenciada. O protótipo ficou para ela, a mãe ganhou uma réplica, depois as tias quiseram e foi tanto o entusiasmo familiar que Ana decidiu sondar o comércio da especialidade.
“Fui muito humildemente de loja em loja, a começar pela Alma Lusa, da Ana Sousa Dias [não confundir com a homónima editorialista convidada desta edição da UP], que tem sido a maior divulgadora do meu trabalho.” Em 2006, o chapéu Flores-de-chuva foi seleccionado pelo Centro Português de Design para representar a loja lisboeta em mostras em Barcelona, Londres e Milão. “Tenho clientes que fazem colecção, e em todo o lado as pessoas me param para perguntar onde é que o comprei e quanto é que quero por ele”, conta a entusiasta Ana Sousa Dias, que está proibida pelos filhos de andar com eles e com o chapéu ao mesmo tempo.
Alma Lusa
Rua de São Bento, 363-B, Lisboa
byanamenezes@gmail.com

domingo, 11 de novembro de 2012

Clássico

E assim foi (fui)!
Um clássico, como eu gosto.